Arapiraca: Conselho elege nova diretoria e mantém valor da tarifa no transporte coletivo

22
conselho

Em sessão extraordinária realizada na tarde desta terça–feira (21/11), na sala de reuniões da Prefeitura de Arapiraca, o Conselho Municipal de Transportes e Trânsito de Arapiraca elegeu e deu possa à nova diretoria da entidade e também aprovou a manutenção do valor R$ 4 da tarifa do transporte coletivo de passageiros.

A sessão contou com as presenças de representantes das instituições que compõem o Conselho.

A superintendente municipal de transportes e trânsito de Arapiraca, Katiane Duarte, assumiu a presidência do Conselho seguindo o regimento da entidade. Também foram eleitos e tomaram posse a vice-presidente Emanuelly Nunes (Procuradoria) e José Bruno Pereira, representante da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seduma) que passa a ocupar a função de secretário do CMTT.

“O Conselho é uma representação da sociedade. Os conselheiros, pela diversidade de instituições representadas, têm o ângulo de visão da própria sociedade, sendo a forma mais democrática da gente tomar decisões, apontar pautas que são importantes para Arapiraca”, explicou a presidente do CMTT, Katiane Duarte.

Na oportunidade, os conselheiros também aprovaram a manutenção do valor de R$ 4,00 (quatro reais) na tarifa do transporte coletivo de passageiros.

“O custo operacional de uma empresa de transporte coletivo é alto, por sinal é até acima desse valor de quatro reais. Mas a gente não pode repassar totalmente o valor deste custo operacional para a população, até porque inviabilizaria o acesso ao transporte coletivo para os usuários de baixa renda. Em geral, as pessoas que utilizam o transporte coletivo são pessoas que precisam se deslocar diariamente para o trabalho, escola, comércio, hospital, enfim, para cumprir obrigações pessoais e profissionais. Então a manutenção e regulamentação da tarifa é para que o serviço seja mantido e seja possível para todos os usuários. Vamos trabalhar em conjunto para desenvolver políticas públicas que melhorem o serviço do transporte coletivo, tendo em vista a melhoria da mobilidade urbana” de Arapiraca, comentou a presidente.

“A gente não tem interesse de tarifa alta. Nosso interesse hoje é de colocar passageiros nos ônibus. Se der um reajuste de tarifa, amanhã o passageiro some. Arapiraca tem várias opções de transporte individuais. Então, para o setor, a manutenção da tarifa foi satisfatória”, afirmou o empresário Remi Merêncio, representante do setor de transporte coletivo de passageiros no Conselho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui