Dia do Ciclista: em dois anos, Maceió amplia malha cicloviária e garante mobilidade com sustentabilidade

104
bicicleta
Foto: Divulgação

No âmbito das políticas públicas atuais, relacionadas aos fluxos urbanos, uma das preocupações do prefeito JHC é garantir a mobilidade com sustentabilidade. E é por isto que a gestão tem investido na malha cicloviária de Maceió. Atualmente, o Município possui 67 km de ciclovias e ciclofaixas nos principais corredores de transporte e trabalha, efetivamente, para ampliação desta margem.

A implantação destas vias exclusivas para bicicletas na cidade garantem mais segurança no tráfego, beneficiando ciclistas, motoristas e os pedestres.

Em Maceió, segundo dados levantados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, cerca de 200 mil maceioenses utilizam a bicicleta para trabalhar, estudar ou para a prática esportiva. Este quantitativo de ciclistas é como se a população inteira do Benedito Bentes, o bairro com mais habitantes da capital, andasse de bicicleta. Por isso, a Prefeitura de Maceió tem adotado medidas para facilitar a vida de quem opta por este meio de transporte.

A malha cicloviária de Maceió abrange as ciclofaixas dos bairros Trapiche da Barra, Cidade Universitária (Eustáquio Gomes) e Benedito Bentes, além das ciclovias como a do Trabalhador, na Rota do Mar e a da Avenida Fernandes Lima, cortando três bairros da capital, seguindo da Praça do Centenário até a Facima, no Tabuleiro do Martins.

A ciclovia do canteiro central da Fernandes Lima teve o investimento global de R$ 2,4 milhões, atendendo a cerca de 300 mil pessoas, entre ciclistas, que já contam com a opção segura para a prática de esportes ou de transporte, e condutores de veículos, levando em consideração a perspectiva de melhorias no tráfego em toda a extensão da via.

Outra importante rota é a das ciclofaixas do Graciliano Ramos, instalada na Avenida Alice Carolina, com ponto inicial no cruzamento com a Avenida Empresário Nelson Oliveira Menezes e seguindo até a Avenida Marília Mendonça.

Além da criação de novas ciclofaixas e ciclovias, a malha foi melhorada com a revitalização de rotas já existentes, como a ciclovia situada na orla marítima. Há ainda a ciclovia da orla lagunar, no Vergel do Lago, que também passou por melhorias.

Obras

O trabalho da Seminfra está avançando na ciclovia que vai do trecho da Facima até a Tupan, no Tabuleiro do Martins. Por lá, a calha central passa por reparos e será coberta para servir de corredor. Como o inverno está acabando, as obras vão acelerar. A previsão é a de que a fase de terraplanagem seja iniciada em setembro, já que a drenagem está praticamente finalizada, com 90% da obra concluída.

O passo seguinte será pavimentação e a concretagem. Há também o projeto de estender a via da Tupan até a entrada da Santa Lúcia.

De bike na Rota do Mar

A ciclovia da Rota do Mar tem 5,9 km de extensão, abrangendo toda a avenida, que liga o bairro Benedito Bentes, na parte alta da cidade, até a praia de Guaxuma, no litoral Norte. Na região, está prevista também a ciclovia no Corredor D, que segue para o Aterro Sanitário e tem 1,5 km de extensão.

Como as novidades, a Prefeitura de Maceió anuncia que as obras de contenção da maré, na orla marítima, também contemplam a preservação das ciclofaixas. Outros projetos também preveem a implantação de ciclovias, como nas obras do Parque Esportivo do Benedito Bentes. O equipamento que está sendo construído contará com ciclofaixas no entorno.

Ainda será implantada a ciclovia na Grota do Andraújo, na obra que está contemplando 2,5 km de drenagem e pavimentação, e nos trabalhos de ampliação de duas pistas na Avenida Menino Marcelo, em toda a extensão da Serraria. Há da mesma forma, um projeto aprovado da ciclovia da via de ligação entre a Avenida Durval de Góes Monteiro e a Avenida Menino Marcelo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui