Edital do Ministério dos Transportes permitirá construção de nova ligação entre Penedo e Neópolis

87
obras

Atendendo à uma demanda histórica da população de Alagoas e de Sergipe, o Governo Federal, por meio do Ministério dos Transportes, lançou nesta terça-feira (3/10) o edital de licitação que permitirá a construção de uma nova ponte rodoviária entre os estados, ligando os municípios de Penedo e Neópolis. Erguida na BR-349/AL/SE, sob o Rio São Francisco, a estrutura será fundamental para aumentar a segurança viária no deslocamento dos milhares de habitantes das duas regiões e, consequentemente, melhorar a integração no Nordeste.

“Essa obra representa um impulso no desenvolvimento do Nordeste e o início de uma nova etapa para os dois estados. Por meio dela, a produção regional poderá ser transportada com mais facilidade, aquecendo a economia local, além do impacto positivo para o turismo do sul de Alagoas e do norte de Sergipe, gerando mais emprego e renda para os dois estados”, disse o ministro dos Transportes, Renan Filho, durante solenidade em Brasília.

Por meio do Regime Integrado Diferenciado de Contratação (RIDC), a construção terá como resultado a facilidade no escoamento de produtos e o aumento do fluxo de turistas que passam por toda a área de influência. Este modelo permite que a mesma empresa elabore o projeto e depois seja responsável pela construção da ponte, que trará como benefício a diversificação de serviços como o artesanato, comércio local, gastronomia e hotelaria.

O projeto de implantação da ponte também está em sintonia com os programas que visam à melhoria da qualidade ambiental do Rio São Francisco, alinhado às melhores práticas de sustentabilidade, importante diretriz da gestão. No total, a estimativa é de R$ 300 milhões em investimentos previstos no empreendimento e o prazo estimado para a execução das obras é de 36 meses após a assinatura do contrato com a empresa responsável.

Impacto

Os benefícios da obra irão além das regiões impactadas diretamente, que vai além da união de Sergipe e Alagoas.

  • “Com essa ponte, o cidadão pode sair da Bahia e chegar a Pernambuco pelo litoral, incrementando o turismo em parte significativa do Nordeste brasileiro”, explicou o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, presente na solenidade de lançamento;
  • Sustentabilidade: “É o que o mundo exige e o que estamos fazendo com essa obra. A ponte de integração vai fomentar a região do Baixo São Francisco, que agora estará mais fortalecido”, acrescentou o governador de Alagoas, Paulo Dantas.
  • Desenvolvimento econômico: “Turismo é emprego. Uma obra como essa representa mais oportunidade e, consequentemente, mais dignidade para a população”, defendeu o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri.

Estrutura

De acordo com o projeto elaborado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a estrutura estará localizada entre as rodovias estaduais AL-225 e SE-335:

  • Ponte sobre o Rio São Francisco: 1,18 quilômetro;
  • Alças para os acessos e retornos: 3,3 quilômetros;
  • Duas passagens de pedestres e ciclistas de 2,3 metros;
  • Vão de navegação estimado de 150 metros;
  • Duas faixas de rolamento com 3,6 metros.

Também participaram da solenidade o diretor-geral do DNIT, Fabricio Galvão; os prefeitos de Penedo, Ronaldo Pereira Lopes; de Neópolis, Célio Lemos Bezerra; e de municípios da área de influência; parlamentares das câmaras legislativas dos dois estados; além de parlamentares das bancadas federais dos dois estados no Congresso Nacional.

Mais investimentos

O entendimento do Governo Federal de que o investimento em infraestrutura de transportes deve ser uma política pública de destaque permitiu a retomada de uma série de iniciativas em todo o país, incluindo Alagoas e Sergipe. Ambos os estados estão com 100% da malha viária coberta por contratos de manutenção e conservação. Os estados tiveram um incremento considerável no orçamento para a manutenção e construção de rodovias em 2023.

Alagoas:

  • R$ 436,4 milhões – montante é 3,3 vezes o valor que foi pago em 2022, pela gestão anterior;
  • Novo PAC: R$ 1,8 bilhão para projetos de rodovias e ferrovias;

Sergipe:

  • R$ 302,7 milhões – orçamento 4 vezes maior que o investimento em 2022;
  • Novo PAC: R$ 1,3 bilhão para projetos de rodovias e ferrovias.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui