Saúde promove grupos de cuidado para usuários com sobrepeso ou obesidade

19

A obesidade é uma doença que tem crescido de forma acelerada no Brasil e no mundo, comprometendo o bem-estar e a qualidade de vida de muitas pessoas, pois, além de desencadear inúmeros sintomas, a enfermidade pode se tornar fator de risco para outros problemas de saúde mais complexos.

Para auxiliar usuários do SUS com obesidade ou sobrepeso que não apresentem outras comorbidades associadas, a rede de saúde de Maceió conta, agora, com os grupos de apoio, destinados a acompanhar o público e desenvolver atividades para a promoção da saúde e prevenção de complicações da doença. O acompanhamento tem duração de 12 meses.

A iniciativa está inclusa no projeto “Linha de Cuidado Sobrepeso e Obesidade” encabeçado pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em parceria com o Programa de Alimentação e Nutrição da Saúde de Maceió.

A nutricionista e técnica da Alimentação e Nutrição da SMS, Karla Ferro, explica como acontece a dinâmica dos grupos para o alcance de melhor desempenho.

“O acompanhamento conta com 12 encontros, sendo seis em grupo e seis de forma individual, em que são realizadas atividades como rodas de conversas, palestras, dinâmicas, oficinas, antropometria e avaliação do marcador de consumo alimentar. Durante todo o processo, os usuários também recebem orientações nutricionais e dietas individualizadas, de acordo com a necessidade de cada integrante”, detalha a profissional.

O projeto já está implantado nas oito unidades de saúde do 6º Distrito Sanitário e encontra-se em fase de implantação nas três unidades do 3º Distrito Sanitário de Saúde. A assistência aos usuários é realizada por uma equipe multiprofissional, composta por profissionais como médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e educador físico.

“Decidimos iniciar pelo 6º Distrito, a partir da observação do resultado da pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, que demonstrou um índice muito alto de sobrepeso e obesidade nesse distrito de saúde de Maceió”, complementou Karla Ferro.

De acordo com o Programa de Alimentação e Nutrição da SMS, a expectativa é de que, até o fim do ano, a iniciativa se expanda para mais dois Distritos Sanitários de Saúde de Maceió.

Para ter acesso ao acompanhamento, basta que o usuário do SUS procure uma das unidades de saúde onde o projeto já está implantado, munido de documentação pessoal e cartão SUS para solicitar a inclusão nos grupos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui