Crianças do CMEI de Riacho Doce recebem transporte escolar pela primeira vez

23

A comunidade escolar do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Benevides Epaminondas, localizado em Riacho Doce, conta agora, pela primeira vez, com um transporte escolar que vai beneficiar quase 40 crianças e seus familiares. Encaminhado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), o ônibus que irá transportar os pequenos começou a trafegar nessa terça-feira (2).

A iniciativa vai beneficiar crianças que residem até 10 km de distância do CMEI, que fica próximo à Praça Central de Riacho Doce. Como é o caso de João Pedro da Silva, de 5 anos, morador da região conhecida como Boca do Rio. “Antes eu vinha a pé com a minha mãe para poder pegar ônibus”, comemorou a criança.

Fernanda Soares, vice-diretora do CMEI Benevides Epaminondas, conta que está na unidade há 17 anos e a iniciativa vai impactar diretamente nos aspectos social e financeiro das famílias das crianças.

“É uma grande vitória a gente ser beneficiado com o transporte escolar, pois tinham pais que não matriculavam as crianças aqui por não terem condições de trazê-las e nem pagar transporte público. Tinha alguns que estavam gastando cerca de oito passagens por dia para trazer os filhos para cá e buscá-los”, afirmou.

“A chegada do ônibus vai melhorar muito tanto o financeiro das famílias como na qualidade de vida das crianças, pois irão vir sentados, acomodados no conforto de um transporte oferecido pela Semed”, completou Fernanda.

Audijane Gonçalves confiava em enviar a filha Maria Isabela Calheiros, de 5 anos, para o CMEI com um motociclista. A trabalhadora e a menina moram na Chã do Cruzeiro e, todos os dias, ela se preocupava com a segurança da filha na ida e volta da creche, mas essa angústia chegou ao fim.

“Eu me sinto aliviada e segura, acima de tudo, porque tem os monitores dentro do ônibus que vão acompanhá-la. A chegada do ônibus escolar é uma ajuda sem comparação, porque eu pagava também, fora o risco. O transporte veio em uma hora boa porque estávamos precisando, era uma carência da creche”, comentou.

Bairros vizinhos

O transporte escolar começou a atender as crianças nesta terça-feira (2). Ao todo serão 35 crianças contempladas com a iniciativa. O CMEI atualmente tem 136 matriculados divididos em quatro turmas de tempo integral, atendendo 64 crianças, e quatro turmas de tempo parcial, com 72 crianças.

Com o auxílio de um monitor, o ônibus garantirá a ida e volta com segurança, conforto e tranquilidade para aquelas crianças que não moram próximo ao CMEI, como os bairros de Ipioca, Mirante e regiões de difícil acesso de Riacho Doce.

Na segunda-feira (1°), técnicos do Setor de Transporte Escolar da Secretaria Municipal de Educação (Semed) se reuniram com os pais ou responsáveis das crianças e o corpo pedagógico do CMEI para repassar informações e tirar dúvidas sobre a rota e o funcionamento do transporte escolar.

“Nós identificamos, através de planejamento, crianças que moram a mais de 2 km daqui. Então, a direção escolar nos enviou uma relação dos estudantes e a gente articulou para disponibilizar o transporte escolar para atender a demanda dessas crianças”, explicou Hugo Eduardo, do Setor de Transporte Escolar da Semed.

Reforço no transporte escolar

Somente em 2023, a Semed inseriu no transporte escolar quase mil novos estudantes, entre eles 23 alunos PCDs de escolas que não contavam com o serviço de transporte escolar, ou cujo quantitativo de veículos era insuficiente para atender a demanda.

Ano passado, cinco unidades escolares que não eram assistidas pelo transporte escolar passaram a ser e nove unidades escolares que estavam com o quantitativo de veículos insuficientes no atendimento do transporte escolar foram atendidas, com o retorno ou acréscimo de ônibus, conforme informações do coordenador-geral de Governança e Administração da Semed, Fábio Calheiros.

A secretária de Educação de Maceió, Jó Pereira, explica que a gestão vem, rotineiramente, discutindo, planejando e colocando em prática ações para o reforço no transporte escolar, principalmente onde há carências, levando em conta as mudanças urbanas recentes, a implantação de novas vias e alternativas entregues pela Prefeitura e a expansão expressiva do número de matrículas ofertadas agora em 2024.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui